Web Córtex Marketing Digital

Ações digitais, lucros reais.

3 de janeiro de 2012 -

Marketing para pequenas empresas luz no fim do túnel

Quem é micro ou pequeno empresário sabe das dificuldades do dia-a-dia para “tocar” uma micro ou pequena empresa.  Muitas vezes, o próprio dono é quem é o departamento de RH, o administrativo, o financeiro e, às vezes, também o operacional. Mas fazendo tantas atividades assim, o pequeno empresário acaba esquecendo do “departamento” de marketing da pequena empresa, um departamento que é tão importante para o crescimento do negócio. Coloquei a palavra departamento entre aspas, pois todos sabem que o marketing para pequenas empresas, além de ser esquecido, não é considerado como um investimento e sim como um custo adicional. Apesar deste pensamento estar mudando nos últimos anos, muitas pequenas empresas ainda encaram o marketing desta forma.

Conheça a Cueca Store!
Analisando, um pouco, as formas tradicionais (jornais, revista e TV) de marketing, talvez fique mais fácil compreender este pensamento do empresário de que marketing é custo e não investimento, quando o certo seria ver que o marketing é investimento e não custo. As mídias tradicionais são extremamente custosas, o que causa dificuldade de acesso para o marketing das pequenas empresas.

A Internet como alternativa

O grande avanço da Internet e do marketing digital tem mostrado uma outra visão aos pequenos empresários, onde é possível, sim, fazer marketing para pequenas empresas. Existem diversas ações de marketing digital onde é possível ver grandes empresas anunciando, lado a lado, com pequenas empresas. Um exemplo disso é o programa Google AdWords. Experimente fazer uma busca no Google pelo termo “carrinho de bebê”. Na minha busca foram exibidos 10 anúncios de links patrocinados, dentre eles 3 eram lojas grandes e conhecidas (Casas Bahia, Submarino e Carrefour), 2 eram sites de “revenda” (Bondfaro e Compra Fácil) e os outros 5 eram sites que aparentemente eram de pequenas empresas. Detalhe: das 3 primeiras, 2 eram estas pequenas empresas.

A Internet está dando oportunidade de criar, talvez não, de fato, um departamento de marketing, mas sim uma forma de se fazer marketing para pequenas empresas. Ações de email marketing, links patrocinados, otimização de sites (SEO) e redes sociais, que veremos abaixo, tem trazido bons resultados para o marketing das pequenas empresas.

As Redes Sociais e o Boca-Boca na Web

Talvez a principal forma de divulgação de marketing nas pequenas empresas, atualmente, seja o boca-boca. E acredito que esta é, e ainda será por muito tempo, a mais eficiente forma de propaganda, tanto para as grandes quanto para as pequenas empresas. Como diria Philip Kotler, o pai do marketing: É raro uma campanha de propaganda conseguir ser tão eficiente quanto um vizinho que se debruça sobre o muro e diz: ‘Este produto é excelente’.

Bom, qual é a relação disso com as redes sociais? A resposta é: Tudo. As redes sociais potencializam o boca a boca da sua empresa. Enquanto,  antigamente, uma pessoa falava bem do seu produto ou serviço em uma roda de 10 amigos, hoje ela pode falar bem do seu produto para 100, 200, 300, 1.000 ou todos os amigos que ela tem na rede social, seja no Facebook, seja no Twitter ou qualquer outra.

Você só precisa criar mecanismos para dar esta alternativa para seus clientes, seja criando uma fanpage no Facebook, um perfil no Twitter ou algo que eles possam interagir e compartilhar a sua marca. Isto vem sendo uma ótima alternativa na estratégia de marketing para pequenas empresas.

Mas, nem tudo são rosas

É importante ressaltar que as redes sociais também podem exercer um papel negativo no marketing das pequenas empresas ou mesmo das grandes, pois se um produto não for de qualidade, o que uma pessoa criticaria para os mesmos 10 amigos, ela pode dizer para os 100, 200, 300, 1.000 ou todos os amigos que ela tem na rede social. Se você acha que seu produto ou serviço tem algum problema, você deve estar se perguntando: eu não vou entrar nas redes sociais, senão ficarei com o lado negativo delas? A resposta é simples: independentemente de sua empresa estar ou não presente na Internet ou nas redes sociais, você  já está lá, pois as pessoas estão falando de você, e o pior, sem a sua presença. Pessoas falando mal de sua empresa sem a sua conciencia, pode ser uma coisa não muito boa. Então esteja pronto para críticas e esteja presente nas redes sociais, pois desta forma, ficará mais fácil descobrir os problemas que seu cliente está enfrentando.

Conclusão sobre o marketing para pequenas empresas

Para concluir, gostaria de deixar registrado aqui uma dica: de nada adianta uma empresa ter uma boa estratégia de marketing se o produto ou serviço que ela oferece não é de boa qualidade. Então, antes de pensar em criar estratégias de marketing que irão multiplicar suas vendas, olhe para seus clientes e veja como o seu produto esta resolvendo os problemas deles e, se de fato está. Use as redes sociais para fazer esta pesquisa, como mencionei acima.

Conheça a Cueca Store!
Agora, se seu produto está de acordo, é hora de olhar um pouco mais para a Internet e ver que ela pode ser uma ótima alternativa para o marketing das pequenas empresas.

E você, como tem se saído nas ações de marketing para sua pequena empresa? Deixe um comentário, uma dúvida, uma sugestão ou mesmo uma crítica para nós, estamos ansiosos em ouvi-lo.

Créditos da imagem para Francois de Halleux.

Leandro Cosas

Formado em Desenvolvimento de Sistemas pela Universidade de Mogi das Cruzes, Consultor de Marketing Digital Certificado 8 Ps e CEO das empresas Cueca Store e Web Córtex Marketing Digital. Twitter: @leandrocosas

Leia mais artigos de .

Seus amigos precisam saber disso. Compartilhe!

10 Comentários em “Marketing para pequenas empresas, uma luz no fim do túnel“

  1. Leandro, sou vendedor de roupas criei um fan page no Facebook mas preciso de dicas de como ter um diferencial na página. Tipo devo colocar valores das roupas; pois no momento ainda não aceito cartão e estou limitado pois vendo ainda por indicação de outros que compram comigo mas dando prazo de confiança sem garantias um pouco complicado pelo fato do calote.
    Desde já agradeço pela orientação.
    Abraços!!!

    Leandro Cosas Respondeu:

    Olá Fábio,

    Criei algum conteúdo que seja relevante para seu público. Por exemplo, se você vende roupas femininas, dê dicas de “como se vestir para a balada”, “as tendências do próximo verão”, etc. Algo que as pessoas (seu público-alvo) curta e compartilhe. Assim você irá fomentando a fã page e ela poderá crescer cada vez mais.
    Espero ter ajudado, grande abraço.

    Fábio Respondeu:

    Obrigado pela força!

  2. Oi Leandro,
    Tenho uma loja de carimbos. E preciso melhorar as vendas. Pensei de comecar a divulgar pela internet mas nao sei por onde comecar. Ja fiz um site.

    Obrigada,
    Ana

    Leandro Cosas Respondeu:

    Olá Ana, mande o endereço de seu site.

  3. Olá, quero criar um facebook para a distribuidora de cosméticos de minha mãe. Não é porta aberta é um escritório com vendedores na rua e distribuimos somente uma marca. Devo abrir a fanpage no modelo marcas/produtos ou local/negócios? O que vc acha?

    Leandro Cosas Respondeu:

    Giovana este é um grande problema na hora de escolher, tudo é um pouco subjetivo. Eu escolheria Marcas/Produtos.

  4. Olá Leandro!

    Quero fazer uma fanpage no facebook sobre a minha marca de acessórios, como posso fazer com que as pessoas curtam e compartilhem as minhas postagens?

    Att,

    Leandro Cosas Respondeu:

    Olá Patricia,

    Para que você consiga fãs, curtirs e compartilhamentos, você precisa postar coisas que interessam aos seus fãs. Coisas sobre o segmento, moda, etc. Coisas que façam seu “cliente” ou fã curtir e compartilhar. Assim você consegue aumentar sua rede.
    Espero ter ajudado , boa sorte, um abraço.